Home Quem Somos? História da Música Fale Conosco
Biografia
Discografia
Fotos
   
   

Nasceu em Portugal, em Trás os Montes, na Aldeia de Vale da Porca, sob o nome de Antônio Joaquim Fernandes, em 27 de novembro de 1951. Imigrou para o Brasil em 1962, com os pais e 10 irmãos, seguindo a família em 4 etapas.
Estudou música e canto e teve a sua primeira grande oportunidade, em 1970, para gravar um disco na Gravadora R.G.E.
Em 1971 inicia sua carreira, com a canção "Arrebita", e neste mesmo ano tem a sua primeira aparição em televisão no Programa do Chacrinha.
Em 1972 ganha o prêmio de Rei da Juventude Brasileira, do Velho Guerreiro e o importante Troféu Globo de Ouro, da TV Globo, entre inúmeros outros.
A partir daí inicia a contagem de 30 Discos de Ouro que iria receber até hoje e 5 Discos de Platina, entre os mais de 500 troféus que compõem sua coleção.
Em 1977 realiza sua primeira excursão para Portugal e dali faz trampolim para levar o seu Show para diversos países do mundo, para se apresentar por toda a França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Suíça, Espanha, Luxemburgo, Austrália, África do Sul, Argentina, Venezuela, Canadá e Estados Unidos, além de ampliar cada vez mais o mercado do Brasil e Portugal..
Em 1978 passou por uma experiência única e muito bem sucedida, que foi a sua primeira incursão no cinema. Protagonizou o filme “O Milagre”, que conta sua própria história, com recordes de bilheteria (foram 14 semanas de permanência em cartaz no Cine Paissandu, apenas para citar um exemplo).
Em números aproximados, Roberto Leal já realizou até hoje mais de 4.500 espetáculos no Brasil e por todo o mundo, já vendeu mais de 17 milhões de discos, tem mais de 300 canções gravadas, sendo que mais de 80% destas canções foram compostas por ele próprio, em parceria com sua esposa Márcia Lúcia.
Foi o primeiro artista popular a se apresentar no Roy Thompson Hall de Toronto, que tendo sido inaugurado pela Rainha Elizabeth e a Orquestra Sinfônica de Londres, não havia recebido até então outros artistas que não de musica erudita, grandes concertos. No dia do espetáculo de Roberto Leal, a casa teve todos os lugares ocupados com sua total lotação, curiosamente até mesmo os 200 lugares do coro.
No final dos anos 80 passa a residir em Portugal e se dedicado mais, consequentemente, ao mercado Europeu, teve o seu próprio programa de televisão pela RTP Canal 1 de Portugal, com recordes de audiência absoluta, 48% de share em horário nobre, das 21:00 hs.
Em março de 1998 Roberto Leal retorna ao Brasil com sua família (esposa e filhos brasileiros) para, agora parar de andar ás voltas com problemas de identidade à procura da sua porção portuguesa e da sua porção brasileira, definitivamente: Luso Brasileiro.
Em 2000 lança pela gravadora EMI, o CD "Roberto Leal canta Roberto Carlos" - um dos discos mais vendidos da companhia, destaques para as faixas: "Jesus Cristo", "Guerra dos Meninos", "Cavalgada", "Seus Botões" e "Desabafo". Em 2001 lança em Portugal e Brasil pela Gravadora Som Livre mais um projeto musical das culturas do Brasil e Portugal "Vira Brasil". Destaques para: "Marinheiro Só", "Morena de Angola", "Procurando Tu", "Esperando na Janela" e "Forró de Cabo a Rabo".
Em 2002 Roberto Leal decide novamente dedicar um tempo maior à sua carreira internacional e , para isto, desloca-se por um longo período a Portugal, de onde pode controlar melhor o mercado europeu e africano e até mesmo norte americano. A partir de Portugal lança o seu novo CD “Reencontro”, uma explosão de alegria com músicas recolhidas do repertório da saudosa Amália Rodrigues.
O reencontro com as raízes é inevitável, mas as ligações com o Brasil permanecem fortes. Roberto Leal, a partir de então, não abdica das duas Pátrias, transitando livremente entre Brasil e Portugal. A maior expressão desta maravilhosa fusão deu-se no seu trabalho "De Jorge Amado a Pessoa", onde reuniu num mesmo CD grandes nomes da música portuguesa e brasileira, dividindo com eles o palco do Casino do Estoril e a interpretação de uma recolha cuidadosa dos seus grandes sucessos. Foi assim que juntou, num mesmo trabalho, Alcione, Martinho da Vila, Vitorino, Daniel, Elba Ramalho, Joanna, Jorge Aragão, Tito Paris, Adelaide Ferreira, TerraSamba, Fernando Girão, Rodrigo Leal, TUNA do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa e SDS. Um espetáculo inesquecível, que deu origem ao seu primeiro DVD.
Em 2007 lança o "CANTO DA TERRA" , uma chamada geral , uma convocatória em prol da solidariedade e apoio à sua terra, Trás-os-Montes, e que tem sido considerado pela midia, em Portugal, como um dos melhores lançamentos do ano.
Em meados de 2010, Roberto Leal (58 anos) com 39 anos de carreira, mais de dezessete milhões de discos vendidos ao longo da carreira, Roberto Leal entrou num processo de criação, produção e viabilização da gravação de seu mais recente trabalho: "Virou Mania", que tem com lançamento em agosto de 2010 no Brasil, e em Portugal, no final de julho de 2010 em turnê realizada por aquele País.
A produção, gravação, masterização e impressão deste mais novo álbum, ficou com o próprio cantor e seu filho Rodrigo Leal, dividido entre Brasil e Portugal em todas as suas etapas, resultando num ótimo trabalho, com qualidade ímpar. No Brasil o CD se chama "Vamos Brindar".
As canções são na sua maioria, alegres e dançantes, como era o pedido por todas as comunidades portuguesas esparramadas pelo mundo afora, atendidas de pronto por Roberto Leal, sem esquecer seu lado melódico e romântico também uma de suas características.
Para não se perder a identidade, assim que se começa cada canção, já se percebe as notas musicais motivando cada pessoa a relembrar os hits antigos e de maior notoriedade pública.
Temos a regravação de "Vinho Verde" numa roupagem inovadora e com uma produção daquelas que realmente fazem chorar, por trazer lembranças de outrora.
Roberto Leal regravou a canção "A Festa Ainda Pode Ser Bonita", pois a canção "Arrebita", música que os Mamonas, saudosos há 14 anos, satirizaram e gravaram nessa nova versão. Na época, Roberto se sentiu homenageado, e não ameaçado e não levou pro lado do mal, "Os Mamonas não fizeram por mal, eles são meus amigos, eles estão me levando aonde eu não conseguiria chegar sozinho" diz Leal, então agora resolveu que era a hora de prestar homenagem ao Grupo Mamonas Assassinas, gravando uma resposta do mesmo jeito que eles gravaram na época, sem as sátiras, que eram peculiar aos Mamonas, e aí começa uma história de emoção e lembranças.
Roberto Leal sempre considerado um homem de muita fé e carismático, relança a canção "Aleluia, Aleluia", com a participação de Padre Marcelo Rossi.
Como Bônus Track temos a canção "Vira Virou", a participação especial de João Ricardo, do Secos e Molhados, cantando em duo, com Roberto Leal a canção aclamada e cantada por brasileiros e portugueses.
Esse álbum "Vamos Brindar", com canções há muito esperado pelo seguidores e fãs de Roberto Leal será o marco de retorno aos palcos do Brasil e do mundo afora com grande produção.
Roberto Leal está presente em quase todos os programas de Tv e rádios do Brasil, graças ao trabalho de base bem feito, um CD com uma qualidade ímpar e uma vontade de trabalhar e realizar shows, senão do mesmo tamanho de quando iniciou a carreira, talvez um tanto quanto maior, pois hoje ele tem a experiência e a excelência!

ROBERTO LEAL

CONTATOS PARA SHOWS:

FONES: 55 (11) 4135-4191/ 55 (11) 9972-2408

e-mail: joseldsa@terra.com.br (José de Sá)

Site Oficial: www.robertolealoficial.blogspot.com