Home Quem Somos? História da Música Fale Conosco

 

OSCAR NELSON SAFUAN

 

Oscar Nelson Safuán, nasceu na cidade de San Estanislao (Santani), no Paraguai em 21 de setembro de 1943.
Foi um grande compositor e arranjador paraguaio. Criador do avançado, de inspiração popular gênero musical que se originou na fusão da polca paraguaia e Guarânia, com influências da música popular brasileira, como bossa nova e baladas.
Seu pai, Sado Safuán, era de origem libanesa. Ele passou a infância com sua família em sua cidade natal. Como toda criança, sua infância foi cheia de jogos com o estilingue e dias de pesca nas águas azuis do Tapirakuai. Entre futebol e bolas de gude, descobriu um dia, que havia algo apaixonadamente preencher seus dias: a música.
Primeiro foi o órgão, em seguida, violão e logo encontrou-se formar o primeiro trio. Continuar serenatas noturnas, rádio de Assunção, a capital e uma meta para a qual disse: obtenha música paraguaia com seu amado Brasil.
Esta proposta objetivo tomou forma enquanto Safuán conheceu o serviço militar obrigatório em Santaní.
Seu primeiro trio levou o nome de "Filhos do Paraguai", um nome que seria bravamente desafiado por seu pai.
No fim de 1962, em meio a uma grande expectativa, o trio partiu para a cidade de Foz do Iguaçu, no Brasil, como a primeira escala da grande carreira que o aguardava. Uma vez localizado lá, começou, com muito esforço, uma série de apresentações em alguns restaurantes, o que lhes permite cobrir as despesas básicas de vida.
Partiram para Curitiba, capital do Paraná. Com música improvisada, saíram em busca de trabalho na cidade grande. Sua busca foi focada principalmente em restaurantes e churrascarias, de modo a obter pelo menos uma boa refeição todos os dias. Eles também visitaram jornais, estações de rádio e uma emissora de televisão que existia na época em Curitiba. Foi lá que fez uma série de apresentações em um programa dirigido por Kar Maia.
Por esse tempo, o trio "Los Tres Soles" era composto por Safuán (terceira voz do trio, primeiro clarinete e harpa), Dario Duarte (segunda voz do grupo, segundo guitarra e clarinete), e Antonio Gill (vocal e maracas).
Essas primeiras experiências do trio são marcadas por inúmeras anedotas, típicas de um grupo de músicos que procuram posicionar música paraguaia no mercado externo. Um fato que, como eles não tinham dinheiro para fazer um traje em conformidade, adquiriu um bom tecido grosso com listras multicoloridas e tornou-se "poncho sessenta listas" tradicionais que complementa o traje masculino típico paraguaio.
Com muito esforço foram ganhando prestígio em cenários curitibanos, para definir uma nova meta: chegar ao mercado em São Paulo.
Em São Paulo, o grupo estabeleceu contato com outros artistas paraguaios que residiam naquela cidade, como Luis Bordon, Papi Galan e Américo Pereira, com o qual, Safuán estudou teoria musical. Ele também estudou com professores como Miguel Angel Rio, Rufo Herrera e Luis Pecora. Ao mesmo tempo, ele se dedicou a realizar arranjos musicais em gravadoras e apresentações do trio.
Mais tarde, ele continuou estudando com vários professores. Safuán fundou uma pequena escola de música, "Los Amigos", onde ensinou outros paraguaios a lerem pentagrama.
Questionado pela evolução da música popular de seu país, em 1974, começou a pesquisa sobre o assunto e preparou o terreno para uma determinada projeção, desenvolvimento de combinações rítmicas e melódicas, com base na fusão de guarânia e polca paraguaia.
Em 1977, ele introduziu um novo ritmo em Assunção chamado "Avanzada", aplicado à sua primeira composição, "Tema Paraguaio". Esta inovação musical contou com o apoio de figuras importantes do cenário da música paraguaia, entre eles Don Mauricio Cardozo Ocampo.
A partir de 1980, a "Avanzada" começou a ganhar um lugar de destaque como um estilo musical que faz parte do folclore do país. Neste estilo musical, Safuán incorporou mais dos ritmos populares, instrumentos eletrônicos e influências da música popular brasileira, como bossa nova e baladas são percebidos.
Safuán viveu por muitos anos na cidade de Sao Paulo. Foi ele quem mudou e posicionou a música sertaneja dentro da mídia brasileira através de arranjos para Milionário e José Rico, Roberta Miranda, Cézar e Paulinho, Chitãozinho e Xororó, Chico Rey e Paraná. Participou também de inúmeras gravações de vários artistas brasileiros.
O Maestro Oscar Nelson Safuán, fundou e dirigiu uma escolinha de música chamada EMA (Coral Paraguaio da Escola de Músicos Amigos) no tradicional bairro paulistano de Bela Vista (Bixiga) onde ele ensinou a outros paraguaios a ler solfejo, dicção, interpretação e canto.
Fizeram parte da EMA:
Vozes solistas: Raúl Achón e Victoria Valiente
Vozes femininas: Judith Obrit, Lila Prado e Elena Queiroz
Vozes masculinas: Lidio Ortiz (requinto), Rubén Bobadilla, Rufi Gonzalez, Raúl Achón, Carlos Achón, Cesar A. Britez, Tomás Acosta, Teodosio Cabañas, Carlos Bobadilla, Carlos Romero, Félix Acosta, Marcos Monges, Javier Sanabria, Esteban Britez, Vidal Paniagua
Harpa Paraguaia: Juan Carlos Herrera, Sebo Guarani, Frogita González
Contrabaixo: Daniel Salinas
O grupo gravou um disco com temas do folclore paraguaio como Índia, Tetaguá Sapucai, Galopera, Panambí Verá e outros.
É o autor do livro "A Verdadeira História da Música Sertaneja" impresso no Brasil no ano de 2004.
Passou seus últimos anos trabalhando incansavelmente em nome da música paraguaia.
Desde 1992 ele se estabeleceu em Assunção, e serve como diretor artístico da Indústria Fonográfica S/A (IFSA), dirigindo produções musicais e apresentação de musicais.
Morreu aos 63 anos, em 28 de maio de 2007, numa cidade do Rio Grande do Sul, Brasil.

 

Texto: Sandra Cristina Peripato

 

DISCOGRAFIA

 

LPs e COMPACTOs

 

FELIZ NATAL - 1973 - CARTAZ - CD-507 
01) Jingle Bells - D.P.
02) Noite Silenciosa - J. Meher e F. Grüber
03) Boas Festas - Assis Valente
04) Fim de Ano - F. Alves e D. Nesser

 

FELIZ NATAL - 1973 - CARTAZ
 

 

LA NUEVA MUSICA PARAGUAYA AVANZADA
 

 

OSCAR SAFUÃN - PANAMBI HU
 

 

AYER, HOY Y MAÑANA - 1993 - WEA
01) Amigo Planetario (A Zeizor, Por Siempre) -
02) Otoño en Mi Canción -
03) Al Pie de Tu Reja -
04) Nadine en Venezuela -
05) Oguãheta San Juan Ara -
06) La Leyenda Del Arpa Serena -
07) Aravai Pyhare -
08) Al Maestro -
09) Muchachito Campesino (Autobiografia 1ª Parte) -
10) Danza Seductora -

 

FOTOS

 

Visual LightBox Gallery generated by VisualLightBox.com
Oscar Nelson Safuan - 01 Oscar Nelson Safuan - 02 Oscar Nelson Safuan - 03 Oscar Nelson Safuan - 04 Oscar Nelson Safuan - 05 Oscar Nelson Safuan - 06 Oscar Nelson Safuan - 07 Oscar Nelson Safuan - 08 Oscar Nelson Safuan - 09 Oscar Nelson Safuan - 10 Oscar Nelson Safuan - Livro A Verdadeira História da Musica Sertaneja Oscar Nelson Safuan - Livro En Tres Tiempos Oscar Safuan, Dario Escobar e Luis Bordon em São Paulo Luis Bordon, Oscar Nelson Safuan e Raul Pardesen Maestro Safuán integrou o grupo “Os Três Soles”, com o apresentador Silvio Santos na TV Record Canal 7 – 1966 Papi Galan, Luis Bordon e Oscar Nelson Safuan em 2005 Papi Galan, Luis Bordon, Oscar Nelson Safuan, Maria Tereza de Bordon, Luiziño y sra - 2005 Luis Bordon e Maestro Oscar Safuan Show da Avanzada no Hotel Guarani Autógrafo de Oscar Safuan em 2006 Atuação e posterior acompanhamento aos cantores Agnaldo Raiol e Moacyr Franco - 1970 Coral Paraguayo da Escola de Músicos Amigos. Foto após a gravação do disco no estúdio RCA Gustavo, Oscar Safuan, Luis Bordon e seu filho no Festival Rochas Los Tres Soles (Primeiro Trio do Maestro Oscar Nelson Safuan) Los Tres Soles visual lightbox for MACby VisualLightBox.com v6.1