Home Quem Somos? História da Música Fale Conosco

 

MUÍBO CURY

 

Muybo César Cury, nasceu em Duartina, no interior do estado de São Paulo, em 16 de janeiro de 1929, e faleceu em São Paulo/SP em 26 de dezembro de 2009. Muybo tinha origem libanesa. Seu pai era proprietário de uma lojinha na cidade de Marília/SP. Embora não tenha vivido no campo, Muybo gostava da música caipira desde criança e também aprendeu a tocar viola.
De grande versatilidade, Muybo César Cury foi cantor, dublador, radialista, ator e compositor.
Como cantor, Muybo participou do LP "Linguagem do Amor", lançado em 1964 pela Fermata, cantando nas "Não me Abandones" (Zacarias Mourão, Zé do Rancho e Biguá) e "Linguagem do Amor" (Marguerite Monnot - Versão de Juvenal Fernandes), que era tema do filme "Irma La Dulce".
O LP "Linguagem do Amor" foi produzido pelo Capitão Furtado que na época apresentava o Programa "Roda de Violeiros", que ia ao ar pela Rádio Bandeirantes de São Paulo. Esse LP foi a estréia de Muybo César Cury como intérprete.
Além disso, Muybo Cury também já substituiu o Barroso num LP da dupla "Barreto e Barroso", que era formada inicialmente por Antônio Barreto (o Barreto, natural de São Sebastião da Grama/SP) e Benedito Rodrigues Pinheiro (o Barroso, natural de Guará/SP).
Barreto também foi apresentador na Rádio Bandeirantes de São Paulo e Barroso, além de professor de artífices, também foi apresentador na mesma emissora. Além disso, a dupla havia se formado em 1946, tendo estreado na Rádio América de São Paulo, a mesma emissora na qual Muybo iniciou sua carreira em 1947.
Foi após o falecimento de Benedito, que Muybo César Cury o substituiu, tendo mantido o mesmo nome (Barroso) no LP "As Duas Faces de Barreto e Barroso".
Como dublador, função que Muybo exercia esporadicamente, emprestou sua voz ao Caçador Kaura em "Flashman". Fez também a primeira voz do Mantor do Diabo em "Lion Man" (exibido no Brasil em 1973 na extinta Rede Manchete) e participou ainda de algumas dublagens em "Jaspion".
Como radialista, Muybo teve destaque como um dos maiores profissionais do radiojornalismo brasileiro, atuando por mais de 37 anos na Rádio Bandeirantes de São Paulo, na qual ele apresentava o "Jornal em Três Tempos" junto com Chiara Luzzati e Paulo Galvão.
Muybo foi locutor de auto-falante, auxiliar de escritório e "contínuo" de banco em Duartina, até que em 1946 seguiu para a Capital Paulista, onde iniciou no ano seguinte a sua carreira na Rádio América. Muybo Cury foi também disk-joquei na década de 1960.
Além do trabalho jornalístico na Rádio Bandeirantes, também apresentava o programa "Raízes do Brasil" na Rádio Cultura AM de São Paulo. Nesse programa, Muybo também contava causos caboclos, piadas e declamava poemas sertanejos.
Como ator, atuou nas tele-novelas "Os Inocentes", na extinta TV Tupi e "Dulcinéia Vai à Guerra", na TV Bandeirantes. Atuou também em diversos comerciais na televisão. Destaque também para a radio-novela "A Verdade da Vida" interpretada por Maria Stella Barros e Muybo César Cury, na Rádio Bandeirantes de São Paulo.
Bastante versátil também na composição, Muybo compôs em diversos estilos. É também de autoria de Muybo Cury o único hino da Copa 74 "Cem Milhões de Corações", gravado pelo conjunto "Os Incríveis", gravação que acabou esquecida, já que o tão esperado Tetra-Campeonato não veio nessa Copa que teve lugar na Alemanha Ocidental.
No entanto, a principal obra-prima de Muybo Cury como compositor é, sem dúvida, uma das mais belas páginas do repertório caipira: "João de Barro", em parceria com Teddy Vieira, a qual foi gravada pela primeira vez pela dupla Mineiro e Manduzinho em 1955 pela RCA Víctor.
Muybo Cury continuou em plena atividade até seus últimos dias de vida, apresentando os programas tanto na Rádio Bandeirantes como na Rádio Cultura de São Paulo.
Faleceu na capital paulista, em 26 de dezembro de 2009, por problemas cardíacos.

Algumas composições de Muybo César Cury:

- A Mãe Menininha - José Costa, Gilberto Montenegro e Muybo Cury
- A Marcha da Peruca - Bobby Hilton, Muybo Cury e Milton
- A Marcha do Cabeção - Alfredo Borba e Muybo Cury
- Amar - Danpa e Dante Vignali - Versão: Muybo Cury
- Carnavar Caipira - Muybo Cury e Tony Ruiz
- Castigo de Dona Benta - Teddy Vieira e Muybo Cury
- Desilusão, Nada Mais - Muybo Cury e Dionísio da Ponte
- Deus Te Acompanhe Amor (Vaya Con Dios) - Larry Russel, Inez James e Buddy Pepper - Versão: Muybo Cury
- João de Barro - Teddy Vieira e Muybo Cury
- Minhas Noites Sem Ti (Mis Noches Sin Ti) - María Teresa Márquez e Demetrio Ortiz - Versão: Muybo Cury
- Quá-Quá-Quá - Adilson Godoy, Domingos Leone e Muybo César Cury

 

 

Texto: Sandra Cristina Peripato

 

VÍDEOS

 

Muíbo César Cury ator na TV Tupi (1974)

 

FOTOS

 

Visual LightBox Gallery generated by VisualLightBox.com
Muibo César Cury - 001 Muibo César Cury - 002 Muibo César Cury - 003 Apresentando o programa Roda de Violeiros com Capitão Furtado em 1953 Muíbo César Cury em aparição na TV Bandeirantes ao lado de Marli Marley Muibo Cury entrevistando o 
governador Laudo Natel durante concurso de Miss 
Muíbo César Cury, Sérgio Galvão, Wanderley Cardoso, Fernando Solera e Altemar Dutra Júlio Atlas, Muibo César Cury e Pedro Luís Barreto e Barroso - 001 Barreto e Barroso - 002 Muybo, Barreto e Barroso Muíbo Cury em capa de jornal ao lado de Pelé visual lightbox for MACby VisualLightBox.com v6.1